loading.

Loading

A importância do posicionamento de marca em tempos de crise.

23 de janeiro de 2019

5 dicas para colocar em prática no seu negócio.


5 dicas para colocar em prática no seu negócio.

A única certeza que temos sobre as crises é que elas acontecem.

O problema é que não sabemos ao certo quando, nem como ela virá. Os motivos podem ser vários, como recessão, inflação ou mesmo mudanças no mercado. Mas seja qual for a causa, a maioria das organizações acaba sofrendo com elas

A pergunta é: já que não dá para evitar a crise, como passar por ela sem prejudicar o seu negócio? Fortalecendo a sua marca. Isso mesmo. Durante a crise quem tem uma marca forte sofre menos e se recupera mais rápido. Além disso, é no cenário de instabilidade que o seu consumidor escolhe com mais critério. Mas antes é preciso trabalhar a marca e conquistar o cliente. Para mostrar como, fizemos uma lista com cinco dicas essenciais para quem quer superar as crises, fortalecer relacionamentos e, ainda, aumentar as vendas.

1. Fidelize com um posicionamento de marca forte

O posicionamento é o conjunto de ações estratégicas que uma marca adota para construir um relacionamento relevante com os seus consumidores. São ações que ajudam a definir a experiência e as percepções que os clientes terão do seu negócio e como ele se destaca em relação à concorrência. Afinal, as marcas, assim como as pessoas, são reconhecidas pelo o que fazem, não só pelo que falam.

E o que isso tem a ver com a crise? Tudo. Em momentos de incertezas os consumidores ficam mais exigentes e preferem consumir marcas que já conhecem e nas quais confiam. Isso significa que ele estará mais atento e cuidadoso na hora da escolha. Sendo assim, na hora da decisão de compra, marcas que constroem relações sólidas continuam a ser preferidas e escolhidas.   

2. Construa um valor duradouro de forma sustentável

O desempenho de uma marca é o resultado do seu posicionamento somado à experiência do seu cliente. Por isso disso, essas duas etapas precisam estar bem alinhadas com a sua estratégia empresarial. Essa união, quando bem trabalhada, gera relevância para o cliente e aumenta a performance do negócio. Mas antes é preciso entender quais são os objetivos e necessidades da sua empresa e, principalmente, quais são as expectativas e motivações do seu cliente. 

Desta forma, é possível criar cada vez mais valor para o cliente e gerir a marca de maneira sustentável. Por esse motivo o trabalho de branding é importante, pois ele ajudará a identificar as reais motivações do consumidor, a consolidar o posicionamento e a expressá-lo da forma correta.

3. Entenda melhor o seu cliente e saiba como atendê-lo

Lembre-se: só tem um posicionamento de marca forte quem realmente conhece seu cliente ou consumidor. E para chegar a um diagnóstico preciso, o trabalho de posicionamento de marca, por meio do branding, precisa fazer uma análise profunda e detalhada. Isso possibilita ao seu negócio conhecer as motivações, os critérios de escolha, as tendências de consumo e o perfil de comportamento do seu público.

Em tempos de crise é ainda mais importante descobrir do que o seu consumidor não abre mão – mesmo quando ele precisa economizar. Quem conhece bem o cliente é capaz de prever alguns dos seus comportamentos de compras diante de qualquer cenário. Só uma marca com posicionamento bem definido cria relacionamentos fortes, capazes de entregar o que o consumidor quer e da maneira que ele precisa. 

4. Mantenha sua força de trabalho motivada e engajada

Mas o posicionamento não pode ser só da porta para fora. A marca também precisa ser fortalecida dentro das organizações. Isso significa que o branding deve estar alinhado com um bom trabalho de gestão de pessoas. É importante treinar e engajar sua equipe, trabalhando para que todos compartilhem do mesmo propósito e da mesma proposta de valor. Uma empresa é muito mais forte se todos caminham na mesma direção.

Um bom exemplo é o da varejista Zappos, do grupo da Amazon. A organização optou por um modelo de gestão descentralizado, sem as tradicionais hierarquias que conhecemos. A proposta é que todos os funcionários trabalhem juntos, independente de cargo ou função. O modelo possibilitou uma equipe extretamente unida e uma cultura organizacional sólida. O resultado? Funcionários motivados e satisfeitos. E, em tempos de crise, nada melhor do que ter como aliado um colaborador que realmente acredita e defende o seu negócio.

5. Se prepare para vender mais mesmo em tempo de crise

Com um posicionamento realmente forte, sua empresa sobrevive à crise e ainda pode vender mais. Lembre-se: as pessoas não deixam de consumir. O que muda é o processo de decisão de compra. Em momentos de instabilidade até mesmo consumidores que costumam arriscar na hora da compra acabam escolhendo as marcas que dão mais garantia e segurança. Isso quer dizer que, com uma marca bem posicionada, seu negócio é capaz de conquistar novos clientes e fazer vendas que não estavam previstas.

Com crise ou sem crise investir no posicionamento da sua marca é uma forma inteligente de fortalecer o seu negócio. Não espere. Empresas bem preparadas antecipam riscos e e se anteveem qualquer obstáculo.

Para saber ainda mais sobre o assunto, leia nosso artigo “Gestão de marcas: como aumentar o valor percebido da sua marca”, que pode ser acessado aqui.